terça-feira, 31 de janeiro de 2012

EDUCAÇÃO COMO CIDADANIA


Faleceu neste dia 31, a professora Ilka Vera, aos 92 anos de idade. Cidadã iguaçuense, sempre ligada às causas da cidade, dedicou parte de sua vida à escola pública.
Formada na primeira turma do Colégio Bartolomeu Mitre, Ilka Vera foi pioneira na alfabetização em Foz do Iguaçu. Seu velório está acontecendo no Cemitério: São João Batista da Av. Brasil e o enterro será hoje, terça-feira as 5 horas da tarde. (17:00H). Essa grande mulher foi Responsável por formações de vários professores , ajudou a muita gente a se alfabetizar aqui na nossa cidade  foi uma das Professoras mais importantes do Colégio Mitre , Inclusive ajudou na Alfabetização da minha vó , Foi professora do meu Pai e familiares . Descanse em Paz  Professora Ilka ! Seu dever foi comprido aqui .
Gabriel Lopes Gottlieb .

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

INCÊNDIO EM RESIDÊNCIA DE FOZ - ESTAMOS PEDINDO DOAÇÕES.

Você que pode comprar e principalmente dar "aquela geral" em casa para pegar o que não usa ou por que tem sobrando nos armários, agradecemos muito ! Pode ser desde cama, mesa, banho, cozinha, roupas ..... na hora de separar imaginem que para quem não tem nada, tudo é muito importante.

Infelizmente esta tragédia aconteceu com a família de Marina do Nascimento. Conheço a trabalhadora manicure e mãe de 3 filhos (Mike 13 anos, Matheus 10 anos e Aline 8 anos) e através do facebook solicito ajuda de todos os amigos e conhecidos para a reconstrução do próximo lar deles.
Os colaboradores podem doar material escolar para as crianças ( mochila, caderno, caneta, lápis, etc ), roupas, calçados, utensílios domésticos, enfim, na condição atual tudo é importante. Mike calça 39, Matheus 32/33 e Aline 31/32. Qualquer colaboração é bem vinda e poderá ser entregue em horário comercial na L3 Comunicação - Rua Almirante Barroso, 1305 - Fundos do Ed Pedro Basso. No momento a família está morando em um quarto cedido temporariamente. O esposo é mecânico autônomo.
Amanhã vou publicar o telefone celular da Marina caso alguém queira colaborar falando diretamente com ela.

Obrigada desde já,

Lígia Basso

Equipe do filme “Brasil a Saga” busca parceria em Foz


As Cataratas do Iguaçu foram escolhidas para ser um dos cenários naturais do filme “Brasil a Saga”, que será produzido pela Comunicação Filmes. As gravações serão iniciadas no segundo semestre deste ano. A roterista do filme, a assistente de produção e o ator principal estiveram na Fundação Cultural, reunidos com o diretor presidente João Adelino de Souza, para fechar parcerias.

O longa metragem está orçado em R$ 5,5 milhões, recursos que serão captados pelos produtores com autorização da Ancine – Agência Nacional do Cinema. O filme é uma ficção científica. De acordo com a roteirista esse gênero “fantasia” será usado para mexer com o patriotismo das pessoas.

O país Brasil vai ganhar forma humanizada, os rios, mares e cataratas serão a corrente sanguínea, a população as células. O roteiro quer mostrar o quanto é importante amar esse país, cuidar dele, preservando o meio ambiente, ajudando a acabar com a corrupção, a desonestidade e a violência.

Além do personagem Brasil, que é jovem e tratado como o príncipe da América Latina, atores vão humanizar também os países antagonistas que são os Estados Unidos, Coréia do Norte e Irã. Além de Foz, estão previstas locações no Ceará, Rio de Janeiro, São Paulo, Manaus e Porto Seguro.

A intenção é que o longa esteja finalizado em 2014 e será inscrito em festivais de cinema do Brasil e do exterior. “A parte de distribuição nas salas de cinema do país será negociada”, destaca a roterista Regina Mathos.

Ela, a assistente do produção Anaulila Westevig e o ator Douglas Chamber, ficarão em Foz até o fim de semana, analisando lugares para locação. Também vão produzir vídeos curtos para a internet divulgando o filme e os locais de filmagem.

Do roteiro do filme foi montada uma peça teatral, que também faz parte do projeto para despertar o patriotismo nas pessoas. O espetáculo que já foi apresentado em Curitiba e Cornélio Procópio. A temática, que é interativa com o público, também deverá ser trazida para Foz e apresentada nas escolas da cidade.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Prefeitura de Foz não fará mais o transporte escolar dos alunos da rede estadual

O ano letivo para os alunos da rede estadual de ensino em Foz do Iguaçu, que dependem do transporte escolar, para chegar até os colégios começará com novidade.

O prefeito Paulo Mac Donald anunciou a suspensão do serviço, em cumprimento da Constituição Federal e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, que estabelece que é dever do Estado fazer esse atendimento. A decisão foi tomada porque o município tem deixado de investir em obras para assumir uma atribuição e não vem recebendo contrapartida do governo estadual.

De acordo com o prefeito Paulo Mac Donald, as negociações com o estado não tem avançado. O município investe por ano cerca de R$ 1,5 milhão no transporte escolar, mas pouco tem recebido do governo do estado. Nos últimos nove anos, de 2002 a 2010, os recursos municipais, para esse serviço, somaram R$ 5.839 milhões enquanto do estado vieram apenas R$ 2.713 milhões. Fazendo as contas é possível perceber que a Prefeitura de Foz investiu mais que o dobro que o Estado.

A secretária da Educação Joane Vilela, explicou que por causa dos valores investidos no transporte escolar dos alunos da rede estadual, foram suspensas as obras de reforma e ampliação das escolas municipais Júlio Pasa e Papa João Paulo I. “Enquanto o município espera o repasse de verbas do estado, os investimentos nessas duas unidades vão ter que aguardar”, disse Joane.

Ainda é necessário o início das aulas para ver a demanda de estudantes. Mas em média o município tem arcado com o transporte de 1.680 alunos da rede estadual, que se deslocam para onze colégios estaduais. Já da rede municipal são 480 alunos da área rural que necessitam do serviço.

Para atender a todo esse público são disponibilizados 29 ônibus, duas vans e uma Kombi, de três empresas que operam o transporte escolar. Para dar conta da demanda da rede municipal esse número de veículos cairia para 11 ônibus e duas vans.

A necessidade de fazer o transporte de todos esses alunos da rede estadual se deve a falta de oferta de colégios. Não existem unidades suficientes para receber a grande demanda. No Jardim Mata Verde, na região do Jardim Panorama, não existe nenhum colégio, são destinados três ônibus de manhã e o mesmo número à tarde, para levar os estudantes até os colégios Ulisses Guimarães, Tarquínio Santos, Almirante Tamandaré e Castelo Branco.

Já na região da Gleba Guarani são três ônibus de manhã e à tarde e dois à noite, pra transporte dos alunos que estudam no colégio estadual Cataratas, no bairro Três Bandeiras e Arnaldo Busato, no bairro Três Lagoas. A situação é mais difícil para os estudantes do Alto da Boa Vista. São 16 quilômetros para chegar até o Colégio Estadual Barão do Rio Branco. O transporte escolar é feito nos três turnos.

Para amenizar o problema da falta de estrutura, o município tem colaborado. Para este ano letivo foi cedido para o estado o prédio da antiga Escola Municipal João Adão da Silva, que vai receber os estudantes da Gleba Guarani, será um transporte a menos para o governo estadual. A nova Escola João Adão da Silva, foi transferida para o complexo Clovis Cunha Viana.

Outra unidade que deve ser disponibilizada para a rede estadual é a Escola Municipal Cândido Portinari, no Jardim Petrópolis, que vai ganhar uma nova sede. Será um reforço de espaço para apoiar a demanda do Colégio Estadual Mariano Paganoto.


A suspensão da oferta de transporte escolar para os alunos da rede estadual feita pelo município foi informada oficialmente pelo prefeito Paulo Mac Donald ao Governo do Estado, no dia 22 de dezembro do ano passado e reafirmada em 10 de janeiro. Mas as negociações se arrastam desde o mês de junho do ano passado.

Isso coloca fim ao acordo que foi realizado com o Estado que seria devolvido a fundo perdido os gastos de cerca de R$ 1,4 milhão. Mas o município recebeu apenas R$ 331 mil, restando ainda R$ 670 mil que viriam em obras, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano. Mas até agora não chegaram.

O Prefeito ainda aguarda esse processamento. Mas com base na legislação, a partir do inicio das aulas no dia seis de fevereiro, o atendimento do transporte escolar oferecido pelo município estará restrito aos alunos da rede municipal.

domingo, 22 de janeiro de 2012

Foz do Iguaçu participa de mobilização nacional contra a crueldade aos animais.


A internet trouxe à tona imagens revoltantes de maus-tratos aos animais. Por isso, neste domingo, 22, várias cidades brasileiras vão promover um manifesto contra a crueldade animal. Em Foz do Iguaçu (PR), o encontro será no Gramadão da Vila A, às 18h.

“Fiquei sabendo sobre a ação por uma ONG de São Paulo e fui saber mais a respeito. Na lista das cidades que iam participar, vi Maringá, Apucarana, Curitiba, Francisco Beltrão, Cascavel e outras do Paraná e Foz, mais uma vez, estava fora desses atos nacionais”, conta a organizadora, Pollyana Marchiotti de Matos.

A partir daí, a internet foi a ferramenta que iniciou a convocação das pessoas da cidade e região para o protesto ser feito aqui. “Compartilhei na rede e a repercussão foi boa. O pessoal começou a repassar a ideia e bombou. Não sairia nada sem eles… Definimos data e local, mandamos fazer as faixas e pedi para a ONG de São Paulo incluir Foz na lista das cidades manifestantes”.

Segundo Marchiotti, a proposta não é fazer algo radical, mas sim reunir pessoas que defendem a causa. “A cidade está muito atrasada neste assunto, e não é por falta de casos.”, analisa a jornalista. “Quero muito que isso sirva para unir esses protetores, para que, juntos, a gente cobre mais dos órgãos responsáveis”.

Para saber mais sobre a ação em Foz do Iguaçu, leia o texto da Pollyana no Blog NaturalMente Ambiental.

Crueldade nunca mais

A reivindicação do protesto simultâneo é, principalmente, a penalização correta e efetiva para quem comete crueldade e maus-tratos aos animais. A petição oficial do movimento tem o objetivo de coletar mais de um milhão de assinaturas em todo o país. Para participar do abaixo assinado, basta cadastrar o e-mail no site oficial e aguardar o contato dos responsáveis.

Fonte : ANDA

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Congresso Internacional de Ed Física .

( Montagem da feira do Congresso , hoje a tarde )

Começou  hoje (12) a montagem do Congresso Internacional de Ed Física que começará dia 14 de janeiro e Acabará dia 18 nos próximos dias será realizado as montagens de Palco , Feira , Stands , Salas ...

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

ASSIM É O SORRISO!


Consórcio que administra transporte público em Foz do Iguaçu está de olho em um novo mercado. Os funcionário públicos que tiverem afim de dar aquela escapadinha não tem mais com o que se preocupar, além da discrição a linha ainda promete o conforto de ar-condicionados e meia passagem para estudantes.

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Aviso aos usuários do Transporte Público de Foz do Iguaçu .


Ao Excelentíssimo Senhor Prefeito de Foz do Iguaçu (PR)

Os cidadãos abaixo-assinados, brasileiros, residentes e domiciliados em Foz do Iguaçu, Estado do Paraná, solicitam de Vossa Excelência a REVOGAÇÃO do DECRETO Nº 20.844, de 25 de outubro de 2011, que AUMENTOU A TARIFA para o Serviço Público de Transporte Coletivo Urbano no Município de R$ 2,20 para R$ 2,32 (CARTÃO); de R$ 2,40 para R$ 2,65 (EM DINHEIRO) e de R$ 1,10 para R$ 1,16 (ESTUDANTE).
Entendemos que o reajuste é injustificável. O aumento configura uma prática abusiva pela exploração de um serviço público. Uma concessão pública deve priorizar o cidadão usuário do sistema e não o lucro das empresas. Por isso defendemos a MUNICIPALIZAÇÃO DO TRANSPORTE coletivo urbano em Foz do Iguaçu,
única forma de acabar com a exploração econômica num setor essencial para a população.

Participe você também : http://www.facebook.com/events/113904758721745/

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Anúncio das sedes dos X-Games acontece dia 27 de janeiro


Foz do Iguaçu é candidata a receber uma das etapas mundiais do principal evento voltado aos esportes radicais

No próximo dia 27 de janeiro, na cidade de Aspen, nos Estados Unidos, serão anunciadas as cidades-sede de uma das etapas dos X-Games em 2013. Foz do Iguaçu concorre diretamente com outras cidades da América Latina, tais como Cancun (México), Santiago (Chile), Rio de Janeiro e São Paulo.

Os X-Games é um dos principais eventos esportivos do mundo, atrás da Copa do Mundo e Olimpíadas. Voltado para os esportes radicais, é um projeto do canal de esportes ESPN e desde seu início, nos anos 90, sempre foi disputado nos EUA, reunindo competidores de diferentes partes do planeta. O secretário de esportes de Foz do Iguaçu, como não poderia ser diferente, mostra-se ansioso pelo anúncio oficial. “Tenho certeza que se Foz vier a ser eleita uma das sedes, a cidade terá muito a ganhar”, projetou.

Para os próximos anos, o modelo de disputa dos X-Games será alterado. Ao invés de uma etapa fixa, serão disputadas cinco etapas em diferentes continentes e cada uma das etapas contará pontos.

Todo o processo de candidatura de Foz do Iguaçu durou quase um ano e envolveu entidades do setor público e privado. O projeto, segundo o secretário Marcio Ferreira, custou aproximadamente R$ 600 mil. Fez parte do orçamento uma viagem a Los Angeles, em julho de 2011, para apresentar o projeto. O relatório final foi entregue no dia 15 de dezembro. Em novembro, Foz do Iguaçu realizou um torneio de skate, dentro do Parque Nacional, com as Cataratas como pano de fundo. Foi mais uma maneira de divulgar a candidatura iguaçuense aos X-Games.

Turistas estrangeiros destacam Foz do Iguaçu para Lazer e Negócios .

A mais recente pesquisa encomendada pelo Ministério do Turismo, em parceria com a Embratur, a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) apontou que Foz do Iguaçu continua sendo o segundo destino mais escolhido por estrangeiros. A Terra das Cataratas mantém a preferência de turistas que viajam a lazer atrás apenas do Rio de Janeiro. A cidade é a terceira mais procurada no ranking, principalmente pela forte influência do turismo de negócios e eventos em São Paulo e Rio de Janeiro.

O Estudo da Demanda Internacional no Brasil mostrou que o Paraná é o quarto estado a receber mais estrangeiros. A Terra das Cataratas responde por 6,7% da preferência dos turistas. São Paulo (13,5%) e Rio de Janeiro (13,2%) ocupam, respectivamente, as duas primeiras colocações. Entretanto, o Destino Iguaçu ultrapassa a capital paulista quando a motivação da viagem é lazer.

De acordo com a pesquisa, a maior parte das visitas ocorre por este motivo. O lazer corresponde a 46,1% das viagens. Em seguida aparece passeio na casa de amigos e familiares com 27% e negócios e eventos 23,3%.

Na opinião dos entrevistados, hospitalidade (98%), gastronomia (96%), restaurantes (95%) e hotéis (94%) são os itens mais importantes para determinar a escolha da cidade. Guias de turismo, táxis e diversão também obtiveram boas notas.

A avaliação vem ao encontro do pensamento da Gestão Integrada do Turismo de Foz do Iguaçu, formada através da parceria entre a Secretaria de Turismo, Itaipu Binacional, Iguassu Convention Bureau (ICVB), Fundo Iguaçu (Fundo de Promoção e Desenvolvimento do Iguaçu) e Instituto Chico Mendes de Biodiversidade/Parque Nacional do Iguaçu, em consonância com o Conselho Municipal de Turismo (COMTUR),
Criada há quatro anos, a iniciativa, que reúne o setor público e privado, garantiu investimentos de R$ 400 milhões na infraestrutura do turismo e na qualificação dos profissionais envolvidos na atividade econômica.

“O Destino Iguaçu vem sendo beneficiado por ações permanentes da Gestão Integrada no mercado do exterior. Os empresários do setor apostaram nas reformas e ampliações para comportar a demanda de eventos e de turistas de lazer, sem esquecer a qualificação da mão-de-obra. A pesquisa mostrou que os entrevistados avaliaram a infraestrutura dos locais visitados e Foz do Iguaçu não ocupa essas posições por acaso”, detalhou o secretário de Turismo, Felipe Gonzalez.

Mais da metade dos estrangeiros recebidos no Brasil é da América do Sul. 2,384 milhões de turistas vieram deste continente. Os três principais emissores continuam sendo Argentina (1,399 milhão), Estados Unidos (641,3 mil) e Itália (245,4 mil).

Argentinos e norte americanos representam 40% do receptivo brasileiro. O mercado europeu (Itália, Alemanha, França, Portugal, Espanha e Inglaterra) responde por 22%. Os outros países da América do Sul são responsáveis por 13%.

“Boa parte destes emissores visitaram o Parque Nacional do Iguaçu este ano, ajudando o destino ultrapassar 1 milhão de turistas. A expectativa é chegar a 1,4 milhões de visitantes até dezembro. A partir dos dados vamos intensificar a estratégia “Foz Destino do Mundo” nesses países”, garantiu Gonzalez.

Receba notícias pelo seu E - mail !